Os três pilares da gestão de frotas.

Há muito tempo os veículos fazem parte do ativo de uma empresa. Ao longo dos anos eles se tornaram uma ferramenta de trabalho fundamental do dia a dia e, assim como qualquer outro equipamento, pode gerar prejuízo ou lucro dependendo a maneira como é utilizado.

Um veículo consome recursos financeiros e, por isso, é indispensável ter um controle claro e mensurável dos seus custos para garantir que a operação tenha o resultado positivo desejado.

A frota de uma empresa começa com o primeiro veículo e, assim como na contratação de um funcionário, é preciso tomar todos os cuidados desde o início.

Ao contrário do que muitos pensam, a gestão de frotas envolve mais do que apenas o controle de combustível, manutenções e documentos. Ela abrange tudo relacionado aos veículos, desde a rastreabilidade até a eficiência em relação às entregas e serviços prestados.

A gestão de frotas exige um planejamento estratégico para gerar os resultados desejados à empresa.

Os três pilares da gestão de frotas

A produtividade de cada veículo e de cada operação está diretamente relacionada ao controle veicular, que pode ser dividido em três pilares fundamentais:

  • Rastreamento e monitoramento
  • Operações e serviços (manutenções, multas, abastecimentos, etc)
  • Controle Administrativo (serviços prestados, visitas, entregas realizadas, etc)

Os três pilares são complementares um ao outro e constituem a função principal da gestão de frotas. O objetivo sempre será gerar valor e resultados reais para a empresa.

1º pilar – Rastreamento e monitoramento veicular

O rastreamento e monitoramento de veículos têm como objetivo o acompanhamento  sistemático da posição e do estado dos veículos, em determinados intervalos de tempo.

O seu uso aumenta a eficiência das entregas e serviços de campo, otimiza o uso dos veículos, reduz o custo operacional e atende as exigências de seguradoras, uma vez que aumenta a segurança do veículo, motorista e carga.

2º Pilar – Operações e Serviços

Gerir seus veículos proporciona uma visão ampla do que de fato está acontecendo. Multas, manutenções, abastecimentos, pneus, documentação e custos são alguns itens fundamentais na gestão do veículo.

Assim como qualquer outro ativo da empresa, os veículos exigem ações de controle em relação ao seu funcionamento, incluindo a manutenção preventiva e corretiva, os custos de abastecimentos, as multas, a conformidade com os serviços prestados, políticas de segurança, leis estaduais, federais etc…

Ter controle sobre a gestão de um veículo é essencial para saber se ele é rentável.

Uma gestão bem controlada é a base da eficiência, permite otimizar os custos de funcionamento além de maximizar o seu rendimento.

E contar com recursos que auxiliam o gestor a monitorar esses elementos é fundamental. Um sistema de controle de líquidos, por exemplo, auxilia a empresa a reduzir os custos de abastecimento, assim como os possíveis roubos de combustível ou fraudes.

3º Pilar – Controle Administrativo

Todo veículo de empresa realiza algum tipo de atividade em campo seja uma coleta, entrega, visita ou serviço. Desta forma podemos dizer que cada veículo pode ter um tipo de operação específica que atende a uma determinada demanda.

Infelizmente, hoje muitas empresas ainda não gerenciam corretamente suas operações logísticas. É muito comum que gestores só tomem conhecimento de problemas existentes quando o cliente, insatisfeito, entra em contato para reclamar sobre um acontecimento indevido.

Para mudar essa lógica passiva de atendimento e atuar de maneira mais proativa diante dos problemas de entregas e serviços executados por um veículo, é necessário controlar e fiscalizar a sua operação de campo.

Com um bom sistema de monitoramento e gestão das operações de campo é possível planejar e roteirizar os itinerários e fiscalizar se as rotas estão sendo cumpridas conforme estipulado. Desta forma você consegue validar se o que foi programado realmente está sendo executado.

 

O cliente sempre espera que receber um serviço de qualidade, que no caso de entregas ou prestação de serviços, exige veículos seguros, ágeis e eficientes.

A gestão de frotas deve ser realizada de maneira contínua, seguindo esses três pilares sempre, caso contrário a cadeia de distribuição dos produtos e serviços pode ficar comprometida.

O futuro da gestão de frotas envolve inovação, compreendendo tecnologias de aquisição de dados, de controle e de comunicação. Investir em tecnologia é o caminho para gerar mais resultados reduzindo os esforços e custos.

E se você precisa de ainda mais controle da sua frota de veículos conheça as soluções da DXtech para o controle de líquidos da sua empresa. São soluções exclusivas que geram resultados, garantindo economia real e comprovada, resultando em maior competitividade para o seu negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dois × 5 =

Menu