Você faz a manutenção dos pneus da maneira certa?

Os pneus são itens que causam grande impacto nos gastos logísticos das empresas, mas quando a manutenção é feita de forma correta, preventiva, traz segurança e economia na operação da empresa e para os motoristas.

A utilização dos pneus está sujeita às más condições das rodovias e estradas, ao excesso de peso das cargas transportadas, à falta de manutenção, e à dirigibilidade do motorista. Todos esses fatores influenciam diretamente na vida útil de cada pneu.

O  Contran (Conselho Nacional de Trânsito) tem uma norma que trata especificamente do pneu de caminhão. A Resolução 558/80 informa que os sulcos do pneu não podem ser inferiores a 1,6 mm de profundidade. Abaixo dessa situação já são considerados “carecas”, e podem gerar multas, a retenção do veículo e da mercadoria transportada.

Não é necessário medir efetivamente os sulcos do veículo.

A maioria dos pneus apresentam o indicador de rodagem TWI (Tread Wear Indicator), que informa o momento de realizar a troca.

Existem algumas práticas que podem ajudar na vida útil desse componente:

  • Faça a manutenção preventiva dos pneus em oficinas confiáveis;
  • Faça o alinhamento e balanceamento do veículo periodicamente;
  • Realize a calibragem de veículo com os pneus frios (inclusive o estepe);
  • Realize o rodízio dos pneus;
  • Não ultrapasse a carga máxima permitida no veículo;
  • Realize a manutenção mecânica no veículo;
  • Siga as especificações do fabricante dos pneus.

Vale salientar que além de economia e melhor desempenho do veículo, a manutenção dos pneus, feita de forma correta, traz mais segurança ao seu motorista e as rodovias.

E não se esqueça de que não se deve descartar o pneu na natureza.

O pneu leva em média 600 anos para se decompor, além de trazer problemas de saúde pública, como foco para o mosquito da dengue e de outras doenças.

Se queimado, o prejuízo é muito grande, pois libera uma fumaça tóxica, com o carbono e enxofre, que poluem o ar da atmosfera e podem agravar problemas respiratórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

três × 1 =

Menu